Loading...

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Questionário: A terceira margem do rio (Guimarães Rosa)

Análise do conto: “A terceira margem do rio” (João Guimarães Rosa)
Conto extraído do livro Primeiras estórias, Editora Nova Fronteira – Rio de Janeiro, 1988, pág. 32

1. O cenário em que uma história ocorre muitas vezes fornece-nos dicas sobre a personalidade das personagens que nele atuam . Com base no cenário, explique o possível contexto em que os fatos acontecem (condição social, profissão, entre outros elementos.

2. Em “A terceira margem do rio” o elemento principal do cenário é um rio que, até mesmo no imaginário social, é associado à vida. Explique essa associação levando em consideração o enredo.

3. Qual é o foco narrativo do conto em questão? Quem conta a história? Descreva o narrador.

4. O protagonista da história possui características muito particulares que podem indicar o possível motivo de ter se recolhido ao rio. Descreva-o e fale sobre os prováveis motivos que poderiam tê-lo feito se retirar.

5. Guimarães Rosa, freqüentemente, faz usa de uma variedade lingüística regional. Descreva essa variedade lingüística citando exemplos do texto.

6. Parte da variedade lingüística citada acima expressões regionais típicas. Analise as expressões abaixo dando seus possíveis significados.

a) “(...) jurou muito contra a idéia (...)”
b) “(...) me botou a benção (...)”
c) “Aquilo que não havia, acontecia.”
d) “(...) no ao-longe (...)”
e) “(...) para o meu conseguir (...)”
f) “(..) muito não se demonstrava (...)
g) “Sem fazer véspera.”

7. Diz-se que uma das principais temáticas desse conto é a loucura. Como ela é trabalhada no texto? Faça uma analogia entre o título do conto e esse tema.

8. O tempo em “A terceira margem do rio” é abordado de forma especial. Ele é cronológico ou psicológico? É possível dizer se se passa muito ou pouco tempo da vida das personagens? Cite elementos que confirmem sua afirmação.

9. O protagonista é associado a um famigerado personagem bíblico e essa associação é confirmada no texto. Transcreva o trecho que faz referência ao personagem bíblico, explique-o e cite semelhanças entre os dois.

10. Não são dados nomes próprios aos personagens. Comente a provável intenção do escritor ao fazer essa opção.

25 comentários:

  1. qual é o gabarito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por Fabio Francisco Batista 1 a estória se passa numa fazenda e na zona rural, era uma familia de pessoas que viviam da produção agropecuária e vivima bem proximo de um rio.

      Excluir
  2. Onde tá a poha da resposta!?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por Fabio Francisco Batista 2 / o rio por ai se estendendo grande fundo calado que sempre/e o rio-rio-rio, o rio, pondo perpetuo/ peguem em mim e me depositem numa canoinha de nada nestas aguas de longas beira... rio a baixo, rio a dentro rio a fora. as expressões sugerem sempre que a imesidão e a grandeza do rio se compara a vida que vai como leito de um rio nos envolvendo até a morte e mesmo porque água é vida.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Cadê as respostas? Preciso urgentemente!! Por favor!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por Fabio Francisco Batista 3 O narrador é um dos filhos, um homem que sofre com o abandono do pai e que vive cheio de culpas por isso é um aficionado em trazer o pai de volta e vive em função disso, de buscar o pai e de sofrer com as possibilidades de sofrimento do pai no rio. O foco narrativo é esse busca incessante e determinada do filho pelo pai e ai entra hipóteses e o imaginário do filho.

      Excluir
  5. Cade as respostas? Esse carai sem resposta é a mesma coisa que nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por Fabio Francisco Batista 5 ALEMBRO, ESTURDIO, MATULA E TROUXA, ALVA DE PÁLIDA, ALUMIADO, RAPADURA, BROA DE PÃO MANDOU VIR UM TIO NOSSO PARA CUIDAR DOS NEGÓCIOS E DA FAZENDA ETC ( AVISTADO OU DILUSO)

      Excluir
  6. Cade as respostas? Esse carai sem resposta é a mesma coisa que nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pOR FABIO FRANCISCO BATISTA 6 A) jurou-lutou/Resistiu a ideia do pai. B) abençoou/ benzeu c) quilo que não havia/ aquilo que parecia difícil ou impossivel de acontecer, acontecia/ o inesperado d) distante mas visível. e)cumprir a minha missão f) disfasava bem g)antecipou um pensamento antes da indagação. sou doido?

      Excluir
  7. Cade as respostas? Esse carai sem resposta é a mesma coisa que nada

    ResponderExcluir
  8. cade as respostas estou precisando

    ResponderExcluir
  9. cadê as respostas mande no meu email ribeirocamila128@gmail.com precisa para prova, estou trabalhando com meus alunos

    ResponderExcluir
  10. Por Fabio Francisco Batista 4 ele não figurava mais esturdio e nem mais triste do que os outros só quieto/ doideira, só uma achavam o entanto de poder ser também pagamento de promessas/ por escrupulo de estar com alguma feia doença que seja, a lepra. supõe-se que o pai estava com esse possíveis problemas.

    ResponderExcluir
  11. Por Fabio Francisco Batista 7 A terceira margem de um rio é uma criação espetacular do autor genial e ao cria-la criou um mundo paralelo hipotético que mistura realidade com suposição em um mundo imaginário que permite infinitas leituras e interpretações próprias do leitor. A mistica cria a ilusão de se navegar por um rio inexistente mas real porque trás uma dor quase palpável com inúmeras indagações. sou doido?...ninguém era doido, então todos.

    ResponderExcluir
  12. Por Fabio francisco Batista 8 Por todas as semanas e meses, e anos sem fazer conta do se ir, do vivier/ minha irmã se casou/ minha irmã teve menino/se mudou para uma cidade/ nossa mãe terminou indo também, residir com a minha irmã, ela estava envelhecida/ (o senhor me leva junto.../e ja apontava em mim um primeiros cabelos brancos/- Pai o senhor esta velho, já fezz o seu tanto..../ é cronologico, mesmo no imáginrio há uma cronologia.

    ResponderExcluir
  13. Por Fabio francisco Batista 9)Nosso pai so com a mão e uma cabeça para ir esvaziando a canoa da agua do TEMPORAL/Dizia que nosso pai era o avisado que nem Noe e que por isso a canoa ele tinha antecipado. o MEU PAI EU NÃO PODIA MAL SINAR.

    ResponderExcluir
  14. pOR FABIO FRANCISCO BAITSTA 10 PENSO QUE QUALQUER PESSOA PODERIA ESTAR NA TERCEIRA MARGEM ISSO NOS REMETE A INTERPRETAR QUE SOMOS PARTE DO ENRREDO AO NOS IDENTIFICARMOS COR A ESTORIA.

    ResponderExcluir
  15. PARBÉNS PELA PERGUNTAS A ULTIMA, ACHEI DIFÍCIL RESPONDI DE PRONTO SEM LER O TEXTO QUE JÁ DECOREI MUITO OBRIGADO ADOREI. BOA NOITE

    ResponderExcluir