Loading...

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS E ATIVIDADES DIRIGIDAS - LÍNGUA INGLESA

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS E ATIVIDADES DIRIGIDAS - LÍNGUA INGLESA - 6º e 7º ANOS - ENSINO FUNDAMENTAL

(PROCESSO DE RECUPERAÇÃO)


Hello, students! What´s up?


Aí galera! Vamos compreender o que erramos e a partir desse ponto procurar aprimorar o estudo e a técnica, para que você se torne o “mestre-jedi” ou a “garota-super-poderosa” das provas, ok!? Vamos começar então. Mas, antes de tudo, é preciso entender que, além de estudar conteúdos e conceitos, é importante saber como aplicá-los. De nada adianta você ler um livro de 500 páginas sobre natação e nunca der nenhuma braçada na piscina. Será que desta forma, você vai aprender a nadar. Ou ainda: será que vamos ganhar força e definição corporal se treinarmos apenas cinco minutinhos na bicicletinha da academia? Pense nisto!

O segredo para ter bom desempenho em uma avaliação é a participação contínua na aula. Deixe eu explicar: alunos que participam da aula diariamente e não se dispersam durante as explicações do professor tendem a conseguir melhor desempenho. Manter o caderno em ordem, acompanhar as correções com o professor e registrar as mesmas no caderno também é fundamental. Quem deixar pra estudar somente em véspera e em dia de prova provavelmente vai naufragar no desempenho igual o Titanic: “Near, far, wherever you are...”. É como dizia minha vó: “De grão em grão a galinha enche o papo”. Sem mais delongas, vamos a primeira dica:


1. Como fazer para interpretar um texto em inglês, se você não conhece todas as palavras?

Primeiramente, comece pelos recursos mais fáceis de observar, como as imagens, as palavras que você já conhece o sentido e as palavras cognatas (palavras cognatas: são palavras que são semelhantes no seu idioma e no idioma inglês. Por exemplo: o termo “president”, do idioma inglês, tem o mesmo sentido que o vocábulo “presidente”, do nosso português). Este tipo de palavra facilita o entendimento. Mas adiante, falaremos também dos false friends, os falsos cognatos (Mas, fique tranquilo, eles não serão explorados neste momento do seu aprendizado, pois o foco agora é outro).

O segundo lance é observar o vocabulário: o professor sempre coloca algumas palavras para facilitar a tradução. Você só tem que entrar no jogo. É como brincar de quebra-cabeça ou lego e juntas as peças-palavras até criar o sentido necessário para resolver as questões. Segue abaixo uma análise de texto para você ver como deve ser realizado o processo de tradução, adaptação e interpretação de texto.

The blue dolphin




The blue dolphin is a sea mammal. It is blue and is 1,4 m long and weighs 45 Kg. It lives along the South American coast and eats fish. This type of dolphin is in danger because people hunt it to use its meat and oil.


Análise do texto por etapas

Primeiro passo: tentar descobrir sobre quem ou que o texto se refere. Para descobrir, olhe para os elementos mais prático: a imagem. Evidentemente, a imagem do golfinho não está ali por acaso, ela está ligada ao assunto do texto.

Segundo passo: já sabemos que o texto se refere aos golfinhos. Mas o que está sendo dito? Neste momento, devemos olhar para os termos mais fáceis. Vamos lá: os números e os símbolos 1,4 m e 45 Kg são universais e indicam comprimento e peso em vários idiomas. Tais símbolos vêm acompanhados das expressões “long” e “weights”. Se aplicarmos o método da dedução descobriremos que o termo “long”, que é semelhante (cognato) a “longo”, deve estar relacionado a comprimento, enquanto weighs, o termo que está próximo à indicação de kilograma, deve estar se referindo ao peso do animal. Se você pensou assim, parabéns, você acertou.


Veja: 1,4 m long – 1,4 m (metros) long (comprimento)
Tradução: 1,4 metros de comprimento

Veja: weighs 45 Kg – 45 Kg (kilos) weighs (peso)
Tradução: 45 quilos de peso


Terceiro passo: olhar termos cognatos (semelhantes nos dois idiomas) e termos que você aprendeu durante as aulas. As formas do verbo to be (am, are, is), o pronome pessoal ( it ), o pronome demonstrativo (this), a preposição (and), os artigos (a, the) já foram trabalhados em sala e você até já recebeu uma tabela com alguns destes itens. Em outras palavras, se você é daqueles que mantêm os seus estudos em dia, já saberá o significado de aproximadamente 15 ou 16 palavras do idioma inglês. Olha só quanta peça de quebra-cabeça você já saberia onde encaixar!


Dentre as palavras cognatas (semelhantes), podemos citar:

Mammals: mama – aqueles que mamam - mamíferos)
Long: longo – cumprimento
along: ao longo de – na região de(da)
South American: América do Sul
Coast: costa
Type: tipo
Use: uso, usar
Oil: óleo


Bem, agora de 16 palavras, você já saberia algo em torno de 24 palavras do texto. Este texto tem aproximadamente 47 termos, sendo que destes, há a repetição de mais ou menos 12 expressões, o que nos deixa com um resultado próximo a casa dos 35 termos. Resumindo: deste texto, você só não conhece cerca de 11 palavras. Ou seja: você conhece quase todas as palavras do texto.

E vamos supor que o professor coloque um glossário com os seguintes termos:

Dolphin: golfinho
Blue:
Sea: mar
Lives: viver (vive)
Eats: comer (come)
Fish: peixe
Danger: perigo, perigoso, em risco
People: pessoa, pessoas
Hunt: caçar (caça, caçam)
Meat: carne
Oil: óleo

Você notou que após este vocabulário, nenhuma palavra desconhecida sobrou? Até houve repetição desnecessária de informação, pois a imagem já deixa bem claro que se trata de um golfinho, não é mesmo?!

Tente, traduzir o texto do golfinho, antes de observar a tradução do mesmo abaixo. Você vai se surpreender com o seu potencial! Lembre-se: mais importante que traduzir, é adaptar o texto para o nosso idioma, senão vai ficar parecendo que o texto foi escrito pelo Tarzan: Eu Tarzan, você Jane? Você gosta nadar lagoa?

Tradução adaptada: O golfinho azul

O golfinho azul é um animal mamífero do mar. Ele mede 1,4 m de comprimento e pesa 45 quilos. Ele (ou o animal) vive ao longo da costa sul-americana e se alimenta de peixe. Este tipo de golfinho está em perigo (risco de extinção) porque as pessoas o caçam para consumir (usar) sua carne e óleo.

E aí, conseguiu chegar perto da tradução adaptada? Não é difícil, não é mesmo! Caso não tenha conseguido, não desanime! Continue tentando que você chega lá!

Quarto passo: este é o passo mais importante! E é aqui que a “porca-torce-o-rabo” e a “vaca-vai-pro-brejo”! Se você não mantiver a calma e a atenção para todos estes detalhes, fatalmente errará a questão! De nada adianta ter todas as informações e não saber como aplicá-las. É por esta razão que é importantíssima a participação e comprometimento com as aulas, pois é o treino que leva à perfeição. Quem fica “viajando na maionese” durante as aulas, fatalmente “despencará no catchup” da recuperação.

Vamos combinar, né moçada, este negócio de deixar o estudo pra última hora e deixar as dúvidas para o último momento é coisa de quem gosta de sofrer! Não caia nesta roubada! Quem deixa de estudar na hora certa ou tem pressa para acabar logo e zoar e brincar, vai acabar perdendo tempo e tendo que fazer tudo de novo e dobrado, enquanto aquele que se dedicou vai “ficar de boa na lagoa” ou “suave na nave” (turum dum tzzz!).

Neste momento o importante é a leitura e a atenção. Numa prova objetiva quem não estuda e não lê direito, e com calma, as questões, não consegue distinguir que alternativas estão certas e quais estão erradas. Será um verdadeiro caos! Então, relaxa. Leia o texto, pelo menos duas vezes. A primeira vez para se inteirar do assunto, a segunda vez para analisar os detalhes. Mas, se precisar voltar mais vezes ao texto, faça isso! É melhor sobrar do que faltar. Só não vale ficar cinquenta minutos na primeira questão, senão não dará para terminar a prova. Seu bom e velho amigo, o relógio de pulso, pode ajudá-lo ou ajudá-la a controlar o tempo! CELULAR NÃO, HEIN! Entendeu o recado sutil?

Quinto passo: para assinalar a questão correta preste muita, mas muita, atenção ao enunciado e tente entender exatamente o que a questão está solicitando de conteúdo e habilidade. Às vezes, a questão pede, direta ou indiretamente, que você compare as alternativas com os trechos do texto. Estas habilidades são conhecidas como COMPARAÇÃO e VERIFICAÇÃO. Ou seja, além de saber o conteúdo, tem que saber como aplica-lo! Yes, of course!

Outro jeito interessante e prático de se realizar uma prova de múltipla-escolha é utilizar o método da ELIMINAÇÃO. Pois, sempre tem uma alternativa TONTA no meio da questão, uma outra alternativa que só tem um fundinho de verdade, duas que estão quase certas e apenas uma que é a correta! E, às vezes, aparecem as famosas pegadinhas! Cuidado com palavras, tais como: “somente”, “apenas”, “não é”, entre outras. Analise com muito cuidado antes de assinalar este tipo de alternativa e só preencha o gabarito quando tiver certeza mesmo. E jamais, eu disse jamais, caia na tentação de marcar uma questão “quase-certa” ou “meio-certa”. Em prova objetiva não tem essa de alternativa “meia-boca” não! Ou a alternativa está totalmente correta ou não está! Na dúvida, não marque. Agora, para não ter dúvida, é preciso estudar, né! Ir para uma prova sem ter estudado, é como ir para o Alaska de sunga ou maiô, aí lascô, né?!

QUESTÕES COMENTADAS

Vamos analisar duas questões baseadas no texto do golfinho e depois, você terá algumas atividades para fazer por sua conta e risco, ah, ah, ah!

1. According to the text (De acordo com o texto):

a) The blue dolphin is a sea herbivorous.
b) It is blue and is 45 m long and weighs 1,4 Kg.
c) It lives along the South Pole.
d) People hunt it to use its meal and oil.
e) This type of dolphin isn´t in danger.


ANÁLISE DE CADA ALTERNATIVA


a) Alternativa errada: a palavra “mammal” foi trocada por “herbivorous”, o que evidentemente altera o sentido do texto, invalidando a questão.

b) Alternativa errada: neste caso os valores de comprimento e peso foram trocados, alterando os dados do texto e invalidando a questão.

c) Alternativa errada: a informação foi sutilmente e parcialmente trocada. Um olhar apressado e desatento pode marcar esta como a correta. Esta é a famosa “pegadinha”.

d) Alternativa corretíssima: se utilizarmos o método da VERIFICAÇÃO/COMPARAÇÃO, perceberemos que a alternativa está idêntica ao texto, contemplando exatamente o que o enunciado pede.

e) Alternativa errada: outro caso clássico de “pegadinha” muito comum é negar algo que está sendo afirmado no texto. O termo isn´t (is not) dá sentido oposto à questão, invalidando a mesma.



2. Marque a alternativa incorreta sobre o texto:

a) O golfinho azul é um animal mamífero do mar.
b) Ele mede 1,4 m de comprimento e pesa 45 quilos.
c) Ele vive ao longo da costa sul-americana.
d) O golfinho é um animal herbívoro: não se alimenta de carne.
e) As pessoas costumam caçá-lo para usar carne e óleo.


ANÁLISE DE CADA ALTERNATIVA

a) Alternativa correta: se você checar a informação encontrará a frase “The blue dolphin is a sea mammal”, que corresponde exatamente ao que está exposto na alternativa a. Entretanto, a questão está solicitando que você marque a alternativa INCORRETA. Então, não é esta alternativa que você deve marcar, ok!?

b) Alternativa correta: a informação está de acordo com o texto. Portanto, passe adiante e não marque esta alternativa.

c) Alternativa correta: se você comparar com o texto, perceberá que esta também está correta. Sebo nas canelas! Vamos pra outra alternativa!

d) Alternativa incorreta: Bingo! Achoooou! Se você fizer a verificação de informação, perceberá que o texto informa que o golfinho azul se alimenta de peixe (“eats fish”). Portanto, se ele come carne, obviamente, não pode ser enquadrado no grupo dos herbívoros e sim dos carnívoros. Isto significa que a alternativa está errada e é esta que a questão espera que você marque, belê!?

e) Alternativa correta: o fato é triste e verdadeiro. Portanto, ignore esta alternativa. Não é o que a questão está procurando.



Moçada, este tipo de questão, explora aquilo que chamam de PENSAMENO LATERAL. O que é isto? É quando a pessoa pensa de perfil que nem egípcio?! Não, eu explico: pensamento lateral é racionar ou refletir de maneira diferente do comum. O pensamento lateral está muito ligado à irreverência, a criatividade e a inovação. Trata-se de um jeito inusitado de se olhar para algo. E é exatamente o pensamento lateral que influencia esta questão. Por esta razão, é preciso sempre ler com muita atenção o enunciado de cada questão, did you understand?! Ok, let´s go!

Galera, agora vamos rever alguns conceitos gramaticais que aprendemos durante as aulas e depois vamos a uma lista de exercícios para treinarmos seus conhecimentos. Tão pensando o quê?! Querem moleza!? Vão empurrar minhoca na descida, ô malandragem!



REVISÃO DE CONCEITOS GRAMATICAIS


VERBO TO BE

Em português o verbo quando não conjugado, fica com as terminações “-ar”, “-er” ou “-ir” (e em alguns casos, o “-or”). Dizemos, neste caso, que o verbo está no infinito, ou seja, não está sendo utilizado por ninguém (por exemplo: amar, vender e partir). Em inglês também tem infinitivo, só que é diferente. No caso do inglês, o infinito acrescente o termo “to”, antes dos verbos. Observe:

AMAR – EU AMO TO LOVE – I LOVE
ESTUDAR – EU ESTUDO TO STUDY – I STUDY


Os verbos ser e estar em inglês estão reunidos em um só verbo: o TO BE. Só que este verbo quando é conjungado, sofre mutações e muda de forma, vamos conhece-las:


TO BE: SER ou ESTAR


I AM EU SOU/ ESTOU

* YOU ARE * VOCÊ É/ESTÁ

HE IS ELE É/ESTÁ

SHE IS ELA É/ESTÁ

HE IS ELA É/ESTÁ

** IT IS ** ELE(A) É/ESTÁ

WE ARE NÓS SOMOS/ESTAMOS

THEY ARE ELES/ELAS SÃO/ESTÃO



* You are: pode também significar: Vocês são ou estão.
** It: é utilizado para se referir a seres não-humanos (Por exemplo: It is a dog – Ele é um cão ou É um cão).



FORMA LONGA E FORMA CURTA DO TO BE

Em inglês a forma longa ou completa é conhecida como FULL FORMS, enquanto a forma curta ou compacta, chama-se SHORT FORMS ou CONTRACTED FORMS. Na forma curta, o pronome pessoal e o verbo e, também, o verbo e o advérbio de negação sofrem alterações, colocando-se o APÓSTROFO. Não vai confundir e dizer que é o “apóstolo”, hein!? Senão, eu vou sair cantando “Oh, happy day!”. Observe a tabela:


I am I´m --- não tem ---

You are You´re You aren´t

He is He´s He isn´t

She is She´s She isn´t

It is It´s It isn´t

We are We´re We aren´t

They are They´re They aren´t


ins´t: is + not
aren´t: are + not


COMO SE FAZ PERGUNTAS COM O VERBO TO BE?

Não! Inglês não é tudo ao contrário, nem tudo ao avesso e nem de trás pra frente. Mas em alguns pontos, isto até tem um “fundinho” de verdade. Por exemplo, para fazer perguntas usando o verbo to be (am, are, is), você deve trocar de lugar o pronome com o verbo e pronto: está criada a forma interrogativa. Veja o modelo abaixo:


You are a student. ---- Você é um estudante. (afirmação)

Trocando de lugar: o pronome “you” com o verbo “are”...

Are you a student? ---- É você um estudante? (pergunta)


*Lembre-se: no Português, você pode adaptar a tradução e deixar assim: Você é um estudante?



GERÚNDIO: AQUELE QUE ESTÁ NO MEIO

O gerúndio é uma forma verbal que indica que uma ação está pleno desenvolvimento ou que levou muuuuuuito tempo para ser desenvolvida. É fácil percebermos o tio gerúndio. Ele sempre termina com “ING”. Por seu caráter de continuidade e pelo fato de poder indicar um conjunto de ações duradouras. O gerúndio pode ser também, em algumas situações, empregado para nomear atividades humanas como: FISHING (pescaria), RUNNING (corrida), TEACHING (ensino) etc. Resumindo: há dois usos importantes para o gerúndio – um como nome para atividades contínuas e abstratas e outro para indicar processo e passagem de um tempo que, talvez, ainda esteja em desenvolvimento. Vamos ver o quadro abaixo com alguns exemplos:


FISH+ING – TEMPO
YOU ARE FISHING NOW.
VOCÊ ESTÁ PESCANDO AGORA.

FISH+ING – ATIVIDADE HUMANA
YOU LIKE FISHING (TO FISH).
VOCÊ ADORA PESCARIA/PESCAR.


*Detalhe importante: o verbo to be+gerúndio, na maioria das vezes, indicam passagem de tempo; enquanto que o gerúndio associado a outros verbos podem indicar atividade humana. Porém, muita atenção! Há casos e casos. Leia sempre e analise todas as situações com cuidado antes de responder qualquer questão objetiva ou dissertativa! Alright!?



O VERBO TO BE: DIRETO DO TÚNEL DO TEMPO
(COMO SE CONJUGA O TO BE NO PASSADO?)

No passado simples, a conjugação do verbo to be é muito mais prática. Só existem duas formas: WAS e WERE. Os pronomes I, HE, SHE, IT (ou seja, todos do singular, exceto o “you”) utilizam o WAS. Enquanto os pronomes WE, YOU, THEY (todas as pessoas do plural) fazem parceria com o WERE. As formas negativas seguem o mesmo padrão de construção que o
tempo presente:


WAS+NOT / WASN´T

WERE+NOT /WEREN´T


Vamos ver então como fica o passado do verbo to be:


Afirmativa:
Yesterday, he was a baby. Today, he is a kid.
Ontem, ele era um bebê. Hoje, ele é um garoto.

Yesterday, they were babies. Today, they were kids.
Ontem, eles eram bebês. Hoje, eles são garotos (adolescentes).


Negativa:
He was not here yesterday.
He wasn´t here yesterday.
Ele não estava aqui ontem.

We were not here yesterday.
We weren´t here yesterday.
Nós não estávamos aqui ontem.


Interrogativa:
Was he here yesterday?
Ele estava aqui ontem?

Were we here yesterday?
Nós estávamos aqui ontem?



ARTIGOS DEFINIDO E INDEFINIDO

Artigos são palavras que vêm antes de nomes de pessoas, objetos, animais e outras coisas, até mesmo, sentimentos costumam vir com artigos grudados como se fosse carrapato. Tais palavras dão noção de particular ou genérico, ou seja, eles indicam se você está referindo a algo de maneira específica, íntima e particular ou de modo geral. Vou explicar: se eu disser “pegue a folha que está na mesa” – o artigo “a” indica que não é qualquer folha, mas justamente aquela que eu apontei. Agora, se eu digo “pegue uma folha para fazer a lição” – o termo “uma” é indefinido, ou seja, qualquer folha serve.

Os artigos em português também indicam quantidade, podendo ser representados em: singular (um elemento apenas) ou plural (mais de um elemento). E ainda, podem indicar gênero masculino (o menino, o gato), feminino (a menina, a gata) ou neutro (o relógio, a cadeira, etc). Já em inglês, a coisa é mais simplificada: o que determina o gênero (masculino e feminino) e o número (singular e plural) é a própria palavra que vem depois do artigo e o contexto, ou seja, o sentido dentro do próprio texto. Dá uma “coringada” na tabela:


ARTIGO DEFINIDO
THE BOY – O GAROTO determinado e específico
THE GIRL – A GAROTA Determinada e específica

ARTIGO INDEFINIDO
A BOY – UM GAROTO genérico, qualquer um
A GIRL – UMA GAROTA Geral, qualquer um

*The: não se usa antes de nomes próprios (André is a teacher.)


ARTIGO INDEFINIDO: A/AN

O sentido é o mesmo. Tanto o “a” quanto o “an” são utilizados com o sentido de um ou uma. A maioria dos casos exige o uso do “A”. Apenas em algumas situações, o termo exigido é o “an”. Vamos conhecer em quais situações usamos um e outro para não confundir nossa cachola!


AN

1. Palavras iniciadas com vogais. Oh yah! “An” vai usar!
Exemplo: an apple, an egg, an umbrella

2. Quando o “H” é igual político corrupto: está no poder, recebe, é neutro, mudo e não faz nada pelo povo! Oh yah! “An” vai usar!
Exemplo: an hour, an honest man (turum dum tzzz!)

*tecnicamente chamamos de “h” aspirado, ou seja, “h” corrupto, digo, “h” sem som.


A

1. Todas as palavras que se iniciam com consoante utilizam o “A” (menos o “h” aspirado).
Exemplo: a car, a boy

2. Quando a palavra for iniciada por “u” ou “eu”, mas tiver som de “IU”, usamos o artigo “A”. Ou seja, quando o picolé de cereja tiver sabor de abacate, o gosto será de abacaxi. Certo, Chaves? Isso! Isso! Isso!
Exemplo: a university, a uniform, a European
(som de “iu” no início das três palavras)


PRONOME DEMONSTRATIVO

O pronome demonstrativo é o dedo-duro, o maior X-9 tanto da gramática portuguesa quanto da inglesa. É ele que mostra e aponta onde tudo e todos estão. Afinal, sua função é demonstrar, não é mesmo? Em português os demonstrativos são conhecidos pelas palavras: esse, essa, este, esta, isto, aquele, aquela e aquilo. Já em inglês, é bem mais prático! O demonstrativo se divide basicamente em quatro palavras: THIS (Esse, essa, este, esta ou isto) e THAT (aquele, aquela, aquilo). O plural de “this” é THESE. Já o plural de “that” é THOSE.

This é utilizado para algo que está perto, enquanto that é utilizado para algo que está longe. Às vezes o “that” aparece em algumas expressões populares e coloquiais do inglês com sentido de “isto”, mas são exceções (O famoso “That´s all folks!”, é uma expressão popular e coloquial da língua inglesa que significa “Isto é tudo, pessoal!”). Observe o quadro:

THIS is my desk. Esta é minha escrivaninha.
THESE are my pens. Estas são minhas canetas.
THAT is your desk. Aquela é a sua escrivaninha.
THOSE are your pens. Aquelas são suas canetas.



O VERBO HAVER EM INGLÊS

O verbo “haver” em inglês é a maior moleza de aplicar. É super simples. Funciona assim: THERES IS para o singular e THERE ARE para o plural. Veja o quadro abaixo:


THERE IS an apple here ---- HÁ uma maçã aqui.
THERE´S a fruit here ---- HÁ uma fruta aqui.

THERE ARE apples here ---- HÁ frutas aqui.
THERE´RE cars here ---- HÁ carros aqui.


*Forma interrogativa:
Is there…?
Are there...?

*Forma negativa:
There is not (isn´t)…
There are not (aren´t)…


SIMPLE PRESENT


O simple present é formado com os verbos sem to (infinitivo). Apenas os pronomes da terceira pessoa do singular fogem parcialmente a esta regra. Mas isto veremos já-já! Vamos agora ver um esquema geral do uso do presente simples, que equivale ao presente do indicativo do Português.


Verbo no infinitivo: to work (trabalhar)

Como se faz a conjugação?

É assim:

I work Eu trabalho
You work Você trabalha *
He works – 3ª pessoa sing. Ele trabalha
She works – 3ª pessoa sing. Ela trabalha
It works – 3ª pessoa sing. Ele/Ela trabalha
We work Nós trabalhamos
You work Vocês trabalham *
They work Eles/Elas trabalham

*Tu e Vós equivalem também ao pronome “You”.


O TERROR DA TERCEIRA PESSOA DO SINGULAR DO SIMPLE PRESENT.

Muitos alunos costumam se confundir e enfiar o “pé na jaca” quando se deparam com questões que exploram a terceira pessoa do simple present. Não é tão complicado quanto parece! Basta só um pouco de estudo, treino e atenção. Estas regras possuem um padrão de comportamento e ocorrência. Em outras palavras: se você pegar as manhas da terceira pessoa, a “vaca não vai mais pro brejo”, ok?! Então, vou deixar bem simples e prático pra você entender rapidinho e direitinho. Então, vamos às regras do jogo! Em três regras, podemos resumir tudinho! Vamos lá!


1. Quando na terceira pessoa do singular (He, She, It), tivermos verbos terminados em CONSOANTE + Y, retira-se o “Y” e acrescenta o terminação “IES”. Veja:

STUDY – STUD + IES – HE STUDIES

CRY – CR + IES – SHE CRIES


2. Quando na terceira pessoa do singular, você se deparar com verbos terminados em S, SS, SH, CH, O, X, Z, você deverá acrescentar “ES”. Argh! Calma! Não se assuste, caro aluno, cara aluna! Tem uma dica bem fácil para guardar estas terminações (que, aliás, são úteis para os plurais dos substantivos, pois eles seguem o mesmo padrão, com poucas exceções).


Memorize esta frase:

São/Sete-Semanas/Sem-Hora para/ Checar/O/Xadrez/Zodiacal.


Inventei esta frase para você guardar estas informações. Não sei bem o que quer dizer, mas liguei pro hospício e eles disseram pra eu ir lá que eles respondem rapidinho. Será que eu vou? O que você acha? A propósito, será que vão me deixar sair de lá... Bem, sem mais delongas, vamos aos exemplos:


PASS – PASS + ES – SHE PASSES

WASH – WASH + ES – SHE WASHES

GO – GO + ES – SHE GOES


3. Esta é a regra mais fácil de lembrar! Quando for utilizar o verbo na terceira pessoa do singular (he, she, it – sempre é bom enfatizar!), se o verbo não se enquadra na primeira regra, nem na segunda, do xadrez zodiacal, coloque “S” no que sobrar e tudo ficará legal! Cada coisa em seu lugar! Veja que exemplo, amazing, espetacular:


WORK – WORK + S – HE WORKS

STAY – STAY+S – HE STAYS



OS AUXILIARES DO E DOES

A boa notícia do simple present é que as regras da terceira pessoa só se aplicam na forma afirmativa. Ufa, né! Quando aparece a forma interrogativa ou negativa, o verbo volta a sua forma normal (sem to) e entra em eles! Defensores dos fracos e oprimidos! Seus amigos, os auxiliares: DO e DOES. E como eles trabalham? Simples, vou explicar:

O DO faz parceria com os pronomes I, You, We e They. E Serve para fazer perguntas e negações. As perguntas são mamão-com-açúcar. O auxiliar “do” não tem tradução (não estou falando do verbo, mas sim do auxiliar, ok?!). A simples presença dele no início da frase, vai indicar que trata-se de uma pergunta e que a mesma está no tempo presente. Na negativa o “do” aparece entre o pronome e o verbo (bem no meião deles). E não vem sozinho vem acompanhado do advérbio “not” que o acompanha em seguida (Se juntarmos o do+not, teremos o don´t – que é a forma curta ou short form). Veja o exemplo:


Afirmativa:
YOU SPEAK ENGLISH.
VOCÊ FALA INGLÊS.

Interrogativa:
DO YOU SPEAK ENGLISH?
VOCÊ FALA INGLÊS?


Negativa:
YOU DO NOT SPEAK ENGLISH.
YOU DON´T SPEAK ENGLISH.
VOCÊ NÃO FALA INGLÊS


Com o DOES ocorre o mesmo processo, porém mudam-se as personagens desta história. Com o “do” a parceria envolve os pronomes I, you, we e they. Já com o “does”, teremos a presença dos pronomes pessoais He, she, it. Ou seja: sai o Batman e o superman e entram o Lanterna-verde e o Homem-formiga, belê? Vale lembrar que da junção entre does+not, teremos o doesn´t. Veja agora como tudo fica com o auxiliar does:


Afirmativa:
HE SPEAKS ENGLISH.
MARY SPEAKS ENGLISH.
ELE FALA INGLÊS.
MARY FALA INGLÊS.


Interrogativa:
DOES HE SPEAK ENGLISH?
DOES MARY SPEAK ENGLISH?
ELE FALA INGLÊS?
MARY FALA INGLÊS?


Negativa:
HE DOES NOT SPEAK ENGLISH.
MARY DOES NOT SPEAK ENGLISH.
HE DOESN´T SPEAK ENGLISH.
MARY DOESN´T SPEAK ENGLISH.
ELE NÃO FALA INGLÊS.
MARY NÃO FALA INGLÊS.


Bem, é chegado o momento de verificar se vocês aprenderam tuuuuuudo aquilo que foi explicado até o presente momento. Vamos colocar nossa moringa (cabeça) pra funcionar e ver se vocês viraram ninja no assunto! Banzai! Um forte abraço e até a próxima!



ATIVIDADES, PROVAÇÕES, TESTES, SALVE O MUNDO OU SALVE-SE QUEM PUDER!!!!


EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO



1. Complete os espaços com a ou an quando necessário.
Ex: He is a mailman (Ele é um carteiro).
She´s an actress (Ela é uma atriz).

a) That is ____ Orange on the table.
Aquela é uma laranja sobre a mesa.

b) Is that ____ house?
Aquela é uma casa?

c) Mr. Wolf isn´t ____optician.
O Sr. Wolf não é um oftalmologista

d) You are ____artist.
Você é um artista.

e) You are____ artists.
Vocês são artistas.

f) Mr. Silver is ____ actor in Hollywood.
O Senhor Silver é um ator em Hollywood.

g) We are____ students in____important school.
Nós somos estudantes em uma escola importante.

h) Mr. Ernest is ____honest man.
O Sr. Ernest is um homem honesto.

i) They are____architects.
Eles são arquitetos.

j) This isn´t____dress. This is____uniform.
Isto não é um vestido. Isto é um uniforme.




2. (PUC-PR) Smith, ____man you met yesterday, is____honest man.

a) the, an b) an, the c) the, a d) the, the e) a, a




3. Complete as frases com a forma correta do verbo to be (Observe bem é o pronome e consulte o texto de apoio).

Ex: She___a secretary (Ela é uma secretária)
She is a secretary.

a) He____a waiter (Ele é um garçon).
b) Neymar___a soccer player (Neymar é um jogador de futebol).
c) Susan___a nurse (Susan é uma enfermeira).
d) They___doctors (Eles são medicos).
e) We___the champions (Nós somos os campeões).
f) I___a lawyer (Eu sou um advogado).
g) You___happy (Você é feliz).
h) She___a repórter (She is a repórter).
i) The sofá___comfortable (O sofá é confortável).




4. Preencha com a forma abreviada conforme pede a tradução.

a) ’m b) ’s c) ’re d) isn’t e) aren’t

a) Nós somos pescadores: We____fishers.
b) Ela é uma professora: She___a teacher.
c) Essa menina é esperta: This girl___smart.
d) Eu estou com fome: I___hungry.
e) É uma linda flor: It___a beautiful flower.
f) Eles são carteiros: They___postmen.
g) Jane não é uma cozinheira: Jane___ a cooker.
h) Eles não são astronautas: They___astronauts.




5. Reescreva as seguintes frases na forma negativa e interrogativa.

Ex: She is Mrs. Dolores (Ela é a senhora Dolores).
She is not Mrs. Dolores (Ela não é a senhora Dolores).
She isn’t Mrs. Dolores (Ela não é a senhora Dolores).
Is she Mrs. Dolores? (Ela é a senhora Dolores).

a) Harry Potter is a young wizard. (HP é um jovem bruxo).

b) We are students. (Nós somos estudantes).

c) She is a ballerina. (Ela é uma bailarina).

d) I am a judo fighter. (Eu sou um lutador de judô).

e) Santa Claus is coming. (Papai Noel está chegando).




6. Coloque as frases no tempo passado.

a) I am a rock singer (Eu sou um cantor de rock).

b) You are a student (Você é um estudante).

c) Chaplin is a great actor (Chaplin é um grande ator).

d) Hitler isn’t a good man (Hitler não é um bom homem).

e) Brazilians aren’t innocent people (Brasileiros não são pessoas inocentes).




7. Complete com o verbo haver, de acordo com a tradução.

There is – singular
There are – plural

a) Há uma pedra no meio do caminho.
_______________a stone on the way.

b) Há muitas coisas entre o ceú e a terra que nossa vã inteligência desconhece.
________________many things between heaven and earth than our vain intelligence unknown.





8. Complete as frases usando os verbos entre parênteses no Simple Present tense (Presente Simples):

Ex: We go to the beach once a month. (to go)
(Nós vamos à praia uma vez por mês.)

He goes to school by bus. (to go)
(Ele vai à escola de ônibus.)

a) You____downtown. (to work).
(Você trabalha no centro da cidade)

b) They___on the telefone every day (to talk).
(Eles falam ao telephone todo dia).

c) She ___too much milk (to drink).
(Ela bebe leite demais)

d) Tom___English (to study)
(Tom estuda inglês)

e) Peter___every weekend (to fish)
Peter pesca toda semana.

f) They ___ to the club five times a week (to go)
Eles vão ao clube cinco vezes por semana.




9. Complete com DO, DON’T, DOES ou DOESN’T.

a) ___ you know the answer of this exercise?
(Você sabe a resposta deste exercício)

b) I ___speak portuguese. Andy you?___you know?
(Eu não falo Português. E você? Sabe?)

c) Jane___like meat. She´s vegetarian.
(Jane não gosta de carne. Ela é vegetariana)

d)___ Billy like soccer? No, he___.
(O Billy gosta de futebol? Não, ele não gosta)




SIMULATED TEST


Observe as tirinhas abaixo para depois realizar o que se pede.


Strip 1:

Strip 2:

sure: certo in: em the: o, a, os, as
wrong: errado to hate: odiar when: quando



1. Sobre as tirinhas acima, é correto dizer que:

a) Na primeira frase do primeiro quadrinho, a posição dos dois primeiros termos, que aparecem, indica que o verbo está na forma negativa.
b) Na primeira tira podemos identificar o emprego da forma curta do verbo to be.
c) Na segunda tira, os verbos estão no modo infinitivo.
d) Na segunda tira, o último cachorro da fila está reclamando.
e) Cebolinha está com medo dos cachorros.



Read the texts to answer the questions 2 and 4.

A trip to the rainforest

This is Maria. She’s ten and she lives in Brazil. One day, while she’s at school, her teacher, Mrs. Fernandez, says:
“Tomorrow we’re going on a trip. We’re visiting a rainforest.”
“Hurray!”, shout the children. They’re all very excited. They love going on trips!
So next day they all get on the school bus. Maria is sitting next to her friend, Pablo. All the mums and dads are waving.
“Goodbye! Have a nice trip!”
On the bus, Mrs. Fernandez talks about rainforests.
“Rainforests are very important. There are a lot of animals there. There are a lot of plants, too, because it rains a lot. It rains for two hundred days every year!”
“Wow!”, says Maria. Pablo doesn’t say anything. He doesn´t feel very well. His face is all red.
Two hours later, the bus stops. Maria and her friends climb down the steps of the bus. They all stop and look at the rainforest. It is beautiful and green. And the trees are so tall!
Maria, her friends and Mrs. Fernandez are now walking along a path. It’s very warm in the rainforest and the ground is wet.
“Why is it so dark, Mrs Fernandez?” asks Maria.
“Because there are a lot of very tall trees and they don’t let the sun’s rays come in.”
Mrs. Fenandez goes deeper into the rainforest and talks about the trees.
“We get a lot of things from these trees, like rubber, cocoa and vanilla. We can also get fruit like avocados.”
“Look! There´s an avocado tree!”
“And this is a rubber tree!”



2. De acordo com o trecho acima, a personagem que fica doente ao longo da história é...

a) Maria: menina de 10 anos, que mora no Brasil e participa de uma excursão com sua professora a uma floresta chuvosa.
b) Maria: uma professora que leva seus alunos para uma excursão em uma floresta chuvosa.
c) Maria: uma menina que fica com o rosto vermelho e começa a passar mal ao longo da viagem.
d) Pablo: um menino que fica com o rosto vermelho e começa a passar mal ao longo da viagem.
e) Mrs. Fernandez: professora e guia do grupo que foi visitar e explorar uma floresta chuvosa.



3. Assinale a tradução correta da frase “We get a lot of things from these trees, like rubber, cocoa and vanilla.”

a) Nós retiramos muitas coisas dessa terra, como cacau, baunilha e látex.
b) Nós obtemos muitas coisas dessas regiões, como baunilha, cacau e borracha.
c) Nós plantamos muitas coisas nessa terra, como trigo, café e baunilha.
d) Nós obtemos muitas coisas dessas árvores, como borracha, cacau e baunilha.
e) Nós encontramos muitas coisas nesse rico solo, como açaí, guaraná e baunilha.


4. Which of the information about the text is true.

a) On the train, Mrs. Fernandez talks about sea.
b) It’s very cold in the rainforest and the ground is dry.
c) So next week they all get on the school bus. Maria is sitting next to her friend, Pablo.
d) Maria doesn’t say anything. She doesn´t feel very well. Her face is all red.
e) Maria and her friends climb up the steps of the truck. They all run and look at the rainforest.


5. Check the incorrect information about a rainforest.
a) “It’s very freeze in the rainforest and the ground is wet.
b) “Rainforests are very important. There are a lot of animals there.”
c) “There are a lot of plants, too, because it rains a lot. It rains for two hundred days every year!”
d) “Rainforests are beautiful and green. And the trees are so tall!”
e) “We get a lot of things from these trees, like rubber, cocoa and vanilla. We can also get fruit like avocados.”



Glossary

Strip: tira, tirinha, quadrinhos
According to: de acordo com
Not in accordance: não está de acordo
Comics: quadrinhos
Smudge: Cascão
Jimmy: Cebolinha
First: primeiro(a)
Of the: do, da, dos, das
About: sobre, a respeito de
Bathroom: banheiro
And: e
Bad wolf: Lobo mau
To play: jogar, executar
Street pole: poste de rua
Equal /equals: igual-iguais
Only: único(a), apenas
There is: há (singular) - There are: há (plural)
Drinking juice: bebendo suco
Choose: escolha
Character / characters: personagem - personagens
Answer: resposta, responder
From: de (indica de uma coisa para outra)
Plus / more: mais
Usual: usual, costumeiro, comum
Places: lugares
Fifty: cinquenta
Climb down: descer
Up: subir - Down: descer
Warm: quente
Wet: molhado
Come in: entrar
While: enquanto
Speak: falar
A lot of: muito(a)
Very: muito(a)
Anything: nada, nenhuma coisa, ninguém
This: esse, este, essa, esta, isto
Which: qual, quais, o qual, os quais
True: verdade, verdadeiro
Things: coisas
Dry: seco - Cold: frio
Far from: distante
Ship: barco, navio
Ground: chão
Hundred: cem




ANSWERS (RESPOSTAS)



EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO


1: a-AN / b-A / c-AN / d-AN / e-- / f-AN / g-AN /h-AN / i-AN / j-A-A.


2: C


3: a-IS / b-IS / c-IS / d-ARE / e-ARE / f-AM / g-ARE / h-IS / i-IS


4: a)’re / b) ’s / c) ’s / d) ’m / e) ’s / f) ’re / g) ’s / h) ’re


5: a) Harry Potter is / HP isn’t / Is HP ?

b) We are / We aren’t / Are we?

c) She is / She isn’t / Is she?

d) I am a judo fighter / I am not / Am I?

e) Santa Claus is / Santa Claus isn’t / Is Santa Claus?


6: a) I was a rock singer (Eu sou um cantor de rock).

b) You were a student (Você é um estudante).

c) Chaplin was a great actor (Chaplin é um grande ator).

d) Hitler was a good man (Hitler não é um bom homem).

e) Brazilians weren’t innocent people (Brasileiros não são pessoas inocentes).


7: a) There is – singular / b) There are - plural


8: a) work / b) talk / c) drinks /d) studies / e) fishes / f) go


9: a) DO / b) DON’T-DO / c) DOESN’T / d) DOES- DOESN’T


SIMULATED TEST


1)B

2)D

3)D

4)C

5)A



Believe in you!

Nenhum comentário:

Postar um comentário